quarta-feira, 21 de março de 2012

Aprenda a Conviver com os Vizinhos


Hoje em dia os andares proliferam em qualquer local. Mais baixos, mais altos, com casas maiores ou menores, a verdade é que a maioria dos vizinhos não se conhecem, havendo apenas uma percentagem muito baixa que mantém relações amigáveis. O típico ‘Bom Dia’ chega a ser a única forma de contato entre pessoas que habitam no mesmo prédio, e muitas vezes o silêncio entre vizinhos chega a ser mesmo total.

Fundamental para este artigo é perceber que as pessoas habitam num espaço que é repartido por tantos outros, mas que cada um tem a sua privacidade, os seus direitos, desde que para isso não prejudique ou incomode os outros. Na realidade, muitos dos atritos existentes entre vizinhos têm por base problemas de barulho ou invasões de privacidade intoleráveis, tudo porque um deles não soube respeitar os limites do espaço do outro.

Acordar de manhã com a música num volume elevado, ainda por cima se não gostar da música, não é muito ético, ou tentar adormecer e estar a ouvir os vizinhos de cima a rir à gargalhada, por exemplo, também deixa muito a desejar. Você precisa compreender que ainda que julgue não estar a incomodar os vizinhos isso pode estar a acontecer, mesmo inconscientemente. Convém regular o volume do que quer que seja, inclusive da sua voz, em horas menos apropriadas, quer seja de manhã ou à noite.

Da mesma forma que você tem este cuidado também os seus vizinhos o devem ter. Se notar que eles estão a abusar tente falar com eles abertamente, sem entrar de imediato em confronto. Não comece a exaltar-se, pois as coisas devem ser levadas com calma. Se após conversar com eles não reparar em nenhuma alteração, então a solução é apresentar queixa dos seus vizinhos. Há pouco tempo saiu uma lei que prevê multa para estes casos, e se eles continuarem com o mesmo comportamento não haverá outra solução. Ainda assim, este recurso deve ser o último para que as relações não se deteriorem mais ainda.

Sempre que encontrar um vizinho seu no elevador troque algumas palavras com ele. Falar com ele sobre o tempo, a lentidão do elevador, ou como lhe apetecia agora estar de férias são temas banais. E, ainda que estas conversas possam agora parecer-lhe sem nexo e descabidas, verá que daqui a mais algum tempo a sua relação com esse vizinho vai ser bem melhor. Acredite que há grandes histórias de amizade ou mesmo grandes amores que têm início num simples elevador! Daqui a um tempo verá que terá a porta aberta para o que necessitar, e dar-se bem com os vizinhos é sempre muito bom. No meio de uma aflição você poderá sempre recorrer a ele!

Se não pretende que amanhã os seus vizinhos venham bater-lhe à porta por causa de um barulho incomodativo proveniente da sua casa, convém ter o máximo cuidado para não incomodar ninguém. Se tem cães ou gatos tome cuidado para eles não sujarem nada no prédio, e caso o façam vá de imediato remediar esse estrago. Seja minimamente civilizada e aprenda a ter sempre um sorriso para os seus vizinhos!
Postar um comentário

Na Realiza Cursos tem a profissão que coloca você no mercado de trabalho!