sexta-feira, 23 de março de 2012

Belga que atacou ex-namorada com ácido pega 30 anos de prisão


Patricia Lefranc, que já passou por 86 cirurgias, se emocionou após veredicto.

Do R7

Antes e Depois
O belga Richard Remes, de 57 anos, foi condenado a 30 anos de prisão por ter atacado sua ex-amante no rosto com ácido sulfúrico, a também belga Patrícia Lefranc, de 48 anos.

O ataque ocorreu em dezembro de 2009 e deixou Patricia desfigurada. Além de passar três meses em coma, a vítima enfrentou 86 cirurgias de reconstrução e ficou cega de um olho.
Durante o julgamento, que começou no dia 13 de março, Remes, que é casado, disse que não pretendia matar sua antiga amante. Ele foi condenado pelo júri em Bruxelas por tentativa de homicídio.

Após ouvir o veredicto, Patricia chorou e abraçou seu advogado.
 - Eu estou feliz agora.

Ao explicar a decisão do júri, o promotor responsável pelo caso, Pierre Rans, disse que Patricia “foi condenada à morte social para o resto de sua vida”.
- Eu acho que isso justifica colocar o culpado atrás das grades por 30 anos.
Após o julgamento, Remes disse que “só vou deixar a prisão deitado em quatro tábuas de madeira”.

O ataque

Em 1º de dezembro de 2009, Richard Remes lançou o ácido no rosto e no corpo de Patrícia em 2009, quando ela terminou o relacionamento deles.
No primeiro dia do julgamento, em 13 de março deste ano, Patrícia disse que seu antigo amante a “transformou em um monstro”.
Ela declarou que ele a esperou sair de um elevador em um edifício no subúrbio de Bruxelas.

Remes então lançou o ácido, disse ela, sobre sua cabeça e seu corpo.
Patrícia disse que ele estava certo de querer matá-la. Mas pessoas da vizinhança escutaram seus gritos e a levaram para um hospital, onde ela ficou em coma por três meses.

Ela disse ainda à corte que os amigos de seus filhos frequentemente zombam da aparência dela.

- Remes arruinou minha vida como mulher. Quem vai querer falar com o monstro que ele me transformou?
Durante o primeiro dia de julgamento, Remes pediu desculpas pelo ataque e negou que queria mutilar sua ex-amante.

Em sua defesa, ele disse que não sabia que o ácido teria um efeito tão devastador.
O veredicto final do caso ainda não foi anunciado.
Ataques com ácido são, em geral, praticados por homens contra mulheres. Na maior parte dos casos, esses crimes são vinculados a relacionamentos.

Apesar de o caso de Patrícia ter ocorrido na Bélgica, relatórios de entidades internacionais indicam que cerca de 80% dos ataques realizados por homens ocorrem em países como Camboja, Paquistão, Afeganistão, Índia e Bangladesh.
Postar um comentário

Na Realiza Cursos tem a profissão que coloca você no mercado de trabalho!