terça-feira, 6 de março de 2012



    O presidente da República em exercício, Michel Temer, reconheceu, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, que a relação entre o PMDB e o PT está estremecida. Às 17h desta terça-feira (6), o peemedebista recebe em seu gabinete um manifesto de deputados do seu partido com reclamações contra o governo e o PT. “Como membro do governo farei o possível para contornar qualquer espécie de insatisfação, mas o cenário não é bom”, admitiu Temer, que também afirmou ter ouvido “as mais variadas queixas” de legendas da base do governo, inclusive o PT. O vice-presidente chegou a pedir calma a um político do PMDB que o procurou para avisar que assinaria o manifesto. Segundo o Estadão, o documento traz queixas contra o PT, que teria o objetivo de retirar da sigla o protagonismo municipalista e assumir seu lugar como maior partido com base municipal. Atualmente, a legenda de Temer tem 1.177 prefeitos, mas alguns acreditam que o número pode ser reduzido à metade.
Postar um comentário

Na Realiza Cursos tem a profissão que coloca você no mercado de trabalho!