terça-feira, 6 de março de 2012

Leia as dicas da Psicóloga Clínica Fabiana Andrade e transforme esta situação tortuosa num prazer.


1 - Aprofunde o seu conhecimento sobre o tema que vai expor. Só assim conseguirá sentir-se seguro para falar para tanta gente. Quando vir a aceitação do público, vai começar a sentir-se mais calmo e confortável. Quando der por si, estará mais confiante e orgulhoso por ter passado tal provação.

2 - Pergunte a si mesmo porque este tema interessa à sua audiência. A partir do momento que tiver uma resposta, vai ser mais fácil saber como abordar o tema.

3 - Assuma qualquer tipo de ansiedade ou fragilidade que sinta. Utilize isso como ferramenta de ligação à audiência e desdramatize qualquer "fantasma" que possa existir. Brincar com os medos transforma-os em algo mais pequeno, suportável, além de possibilitar que os outros também se identifiquem connosco, caso sintam algo parecido. Pode mesmo dizer: "Olá bom dia! Vou gaguejar, transpirar e engolir em seco pois falar em público para mim é uma tortura. Ao mesmo tempo, vou passar a todos os que aqui estão, a melhor informação sobre o assunto...". Pronto, já quebrou o gelo.

4 - Espere pelo silêncio da plateia antes de começar a falar. A partir daí, a audiência vai estar pronta para lhe dar total atenção.

5 - Tenha atenção ao início da exposição. O primeiro impacto é que marca, por isso, escolha muito bem as primeiras frases.

6 - Prepare-se ao máximo. Treine ao espelho, para que fique mais consciente dos seus gestos, posturas, atitudes, expressões, tom de voz, etc. Se não ficar satisfeito com algo, tente corrigir-se até "ficar no ponto".

7 - Escolha uma forma para a intervenção oral. Indique-a ao auditório e conserve-a até ao fim (didáctica e unilateral ou debate com espaço para questões).

8 - Opte por uma linguagem apelativa. O objectivo das passagens de informação públicas é levar o auditório a agir ou a pelo menos a reflectir sobre a informação, por isso é importante que a exposição seja apelativa e pertinente. Aproveite para testar o possível sucesso do discurso com os seus amigos. Faça-lhes perguntas e demonstrações e teste as suas respostas e reacções.

9 - Seja verdadeiro. Se não souber responder a alguma pergunta que lhe fizerem, diga-o sem constrangimentos. No entanto, disponibilize-se a pesquisar a informação solicitada e a enviá-la assim que possível. Você também não tem de saber tudo!

10 - Respire fundo! Utilize a respiração abdominal. Se treinar esta respiração, vai conseguir sincronizar o fôlego e o pensamento, controlar a ansiedade e utilizá-la a seu favor.

11 - Sorria! O sorriso causa imediatamente uma reacção positiva em quem o vê, desde que ele seja autêntico. Assim, divirta-se a fazer o que estiver a fazer, pois estará com mais vontade de sorrir.

12 - Adopte uma linguagem positiva e clara. Opte por frases curtas, vocabulário adaptado ao auditório, palavras fortes e emocionais. Por exemplo, utilize a palavra  "nós", de forma a envolver o público.

13 - Evite palavras com conotação negativa. Por exemplo as palavras "problema", "não" ou "desculpem" são de cortar do seu discurso. Sem querer, vão logo causar uma imagem menos boa da sua prestação.

14 - Fique de pé. Para além de demonstrar maior profissionalismo, facilita-lhe a mobilidade e a possibilidade de olhar para toda a plateia e perceber como esta está a reagir.


Postar um comentário

Na Realiza Cursos tem a profissão que coloca você no mercado de trabalho!