terça-feira, 27 de março de 2012

Trem espacial promete colocar 4 milhões de pessoas em órbita em 2032


Filipe Garrett
Trem teria 128 km de extensão e reduziria os custos da exploração
espacial (Foto: Reprodução)
 
Um conceito de transporte espacial seria capaz de colocar 4 milhões de pessoas em órbita em 2032. Trata-se do Startram, um trem espacial que levaria cápsulas tripulatas à órbita terrestre por meio de trilhos.
 O projeto foi concebido pelos mesmos construtores dos trens que levitam magneticamente sobre trilhos e são utilizados na China. O Startram levaria duas décadas para estar operacional e, na projeção feita pelos idealizadores, seria capaz de levar 4 milhões de pessoas à órbita terrestre em 2032.
Correndo em um tubo selado de 128 km de extensão, o trem espacial levaria cápsulas com pessoas ou carga para o espaço, trazendo o turismo espacial para as massas e oferecendo uma alternativa de baixo custo para a exploração espacial. As cápsulas seriam impulsionadas por imãs a 8 Km/s, o equivalente a 30G.
Em termos de custos, o projeto está orçado em US$ 60 bilhões, que seriam consumidos em um projeto de caráter internacional pelos próximos 20 anos. Para comparação, o Programa Apollo, que levou o homem à Lua na década de 1960, custou aos contribuintes norte-americanos US$ 20 bilhões.
O investimento aconteceria na que possibilitaria a exploração espacial em caráter econômico: asteroides poderiam ser minerados e ao longo dos anos, o turismo no espaço pagaria os custos. Os criadores do Startram afirmam que o trem espacial poderá reduzir o custo por quilo lançado à órbita para US$ 40. Atualmente, custa US$ 22 mil cada quilo enviado para o espaço.
Segundo informações do jornal inglês Daily Mail, os criadores do projeto estimam que uma versão voltada apenas para transporte de cargas seria mais barata e poderia ficar pronta em dez anos, ao custo mais modesto de US$ 20 bilhões. Segundo o jornal, a NASA teria se debruçado sobre o projeto e o considerou realizável.
Postar um comentário