quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Levantamento de dados da Esquistossomose no município de Alagoinhas –Bahia


A esquistossomose mansônica apresenta-se como um sério problema de Saúde Pública com aproximadamente seis milhões de indivíduos infectados no Brasil. Em estudos recentes, pode-se observar que a dispersão da esquistossomose, no estado da Bahia, que detém registro de aproximadamente 165,8 internações/ano e 40,2 óbitos/ano, vem apresentando um padrão comportamental com significativas associações com os fatores ambientais, socioeconômicos e demográficos, indicando tendência por áreas geográficas específicas. A metodologia clássica do Programa de Controle da Esquistossomose que se baseia na busca ativa dos portadores de Schistosoma mansoni por meio de inquéritos coproscópicos censitários periódicos e tratamento dos portadores com droga específica, não tem conseguido reduzir a magnitude da doença. A dispersão da endemia vem colocando em pauta de discussão a metodologia empregada e exigido a adoção de novas estratégias de ação. Seguindo a orientação da Organização Mundial de Saúde, que postula o enfoque de risco para o estudo de doenças endêmicas em países sub-desenvolvidos e em desenvolvimento econômico, esse trabalho teve como objetivo fazer  um levantamento de dados da doença , no município de Alagoinhas Bahia e comparar com  dados de outros municípios do estado.

Fonte: Redação do Blog Adilson Lima
Por: Murilo Santos

Postar um comentário

Na Realiza Cursos tem a profissão que coloca você no mercado de trabalho!