terça-feira, 22 de maio de 2018

REALIZA CURSOS: QUAL É O PERFIL IDEAL DE UM PROFISSIONAL PARA O MERCADO DE TRABALHO?


Em um ambiente que as cobranças por resultados são constantes e as exigências por melhores desempenhos aumentam a cada dia, é recomendado, que, para a organização ter sucesso é necessário que tire do papel os seus códigos de ética e exponha abertamente a sua visão, missão e objetivos para que os colaboradores entendam a cultura da empresa e se adéquem ao trabalho e, claro, adotem as boas práticas e atitudes positivas de acordo com o que foi estabelecido pela organização.
Destacamos algumas habilidades comportamentais que fazem a diferença na vida de qualquer profissional, veja abaixo:  

1. Pontualidade
Muitos profissionais promovem a sua imagem justamente por se atentarem a esse diferencial disciplinar que é a pontualidade. Às vezes no dia a dia atitudes simples como ser pontual nos prazos, evitar atrasos nas reuniões ou nos horários de trabalho pode demonstrar o nível de responsabilidade e comprometimento de um determinado colaborador na empresa. Tem funcionário que pensa pequeno, geralmente não compreende a necessidade de se planejar e por esse e outros motivos não consegue se precaver dos imprevistos ou não se sacrifica para fazer a coisa certa.  O não cumprimento desse fundamento básico demonstra fraquezas e pode comprometer o futuro do colaborador na empresa.

2. Flexibilidade
Ser flexível, reconhecer que em um trabalho em equipe é normal que um colega encontre ideias melhores que a sua; aceitar feedback, saber escutar, aprender lidar com as críticas, controlar a emoção e ter equilíbrio quando for confrontado. A flexibilidade é uma das qualidades mais importantes que um líder pode ter, e quem a possui, é, com certeza, um profissional experiente e prudente na tomadas de decisões.  Ousamos dizer que ninguém pode ser considerado bom o suficiente se não tiver em si tal qualidade. Age com “atitude interior” aquele que ativa a inteligência emocional e aborta a ação de impulsos de atitudes impensadas.

3. Vestir a camisa da empresa
É óbvio, todos sabem a empresa por mais que seja compreendida com o que vemos na sua estrutura física, o que de fato a faz existir são as pessoas que nela trabalham e se superam assertivamente.  Não se constrói uma empresa 100% com funcionários 50% e vice-versa, mas no contexto referido compete ao colaborador dar o melhor de si para que a empresa se destaque perante os seus concorrentes. O colaborador que veste a camisa da empresa não só cresce, mas, principalmente, constrói a sua empregabilidade.

Compartilhe entre os seus amigos!

Por: Adilson Lima
Fonte: www.realizacurso.com.br

Postar um comentário